O conceito se baseia em gerar fidelização dos clientes e entregar informações valiosas de maneira consistente. O conteúdo é produzido pelas marcas visando aproximar-se do cliente e sanar as dúvidas/objeções e dicas ao longo do funil de vendas, mas sem intenção comercial direta, e sim educacional.[4] Pode ser publicado em diferentes formatos tanto off-line (revistas impressas, eventos presenciais etc.) como on-line (vídeos, white papers, ebooks, posts, guias, artigos, webinars etc.). Não é focado exclusivamente em vendas, em compartilhamento de conteúdo relevante e útil.


É preciso estar preparado para esse novo perfil de cliente e o poder da internet e das redes sociais. São muitos sites, blogs, páginas no Facebook, e-books, vídeos, etc. à disposição das pessoas. Sabemos que conquistar o seu espaço se torna cada vez mais concorrido e difícil. A verdade é que apenas conteúdos realmente de qualidade irão se destacar e ser de fato lidos e ouvidos. O desafio é grande, é preciso estar por dentro do marketing de conteúdo e preparado para mergulhar nesse universo.
Marketing de conteúdo é o pilar do inbound marketing e consiste, essencialmente, em produzir conteúdos relevantes ou de impacto extremamente positivo na sua audiência alvo, sejam conteúdos educacionais, profissionais, tutoriais ou simplesmente conteúdos de entretenimento. Seja um Gary Vaynerchuck a produzir conteúdos para atrair novos clientes para a sua agência de marketing digital, seja uma Kéfera Buchmann a produzir vídeos de entretenimento que geram visualizações e, com isso, patrocinadores e dinheiro em anúncios, marketing de conteúdo começa e termina no momento em que você produz qualquer tipo de conteúdo.
Mais uma leitura de abrir a mente, não tem como medir o valor do seu conteúdo Alex Vargas! Hoje estudo de 3 a 4 horas por dia e focado acima de tudo no processo, e não no dinheiro. Meu grande projeto na vida é ser um agente transformador na vida das pessoas (e por consequência na minha) e acredito que encontrei a maneira certa de seguir esse caminho. Obrigado pela sua dedicação e inspiração! Agora vejo com mais clareza meus objetivos para os próximos anos não somente no financeiro, mas em várias outras coisas.
Um dos principais resultados de uma boa estratégia de marketing de conteúdo é a geração de tráfego orgânico. Se você já estudou SEO (Search Engine Optimization), provavelmente sabe da importância de produzir bons conteúdos. Se você produzir conteúdos realmente muito bons, não só eles irão gerar links orgânicos de qualidade para o seu site, como também terão um impacto positivo na captação de tráfego por meio das redes sociais. Naturalmente, bons conteúdos geram links e compartilhamentos nas redes sociais e isso tenderá a ajudar o seu site a ganhar uma maior visibilidade nas páginas de resultados orgânicos de motores de pesquisa.
Marketing de conteúdo é o processo de criar, publicar e promover conteúdos personalizados para seu cliente[1], esse é um método de marketing que se baseia na formação de um público fiel por meio da criação e compartilhamento de conteúdo. A definição mais utilizada em âmbito global é a de autoria do estadunidense Joe Pulizzi, fundador do Content Marketing Institute:

Pode criar diversos grupos, cada um com um assunto diferente e com nicho super específico. Você vai oferecer um serviço de assinatura do grupo, por exemplo, R$ 5,00 para participar do grupo e receber as novidades sobre o assunto daquele grupo (notícias, cursos, novas tecnologias, sites de interesse etc.). Vai funcionar como um jornal online mantendo empreendedores, professores, estudantes etc.mega informados sobre suas áreas.

O principal evento de marketing de conteúdo no mundo é o Content Marketing World, realizado anualmente desde 2011 em Cleveland, nos Estados Unidos, sempre na primeira quinzena de setembro. Os diretores de marketing de marcas que se destacam são frequentemente convidados para atuar como keynotes (palestrantes principais), diante de uma plateia de 4 a 5 mil participantes. Nos últimos anos, essas marcas foram:


En cuanto al dropshipping, necesitas una tienda online donde directamente los clientes te compran a ti (con la logística que eso conlleva) y tú comprarás los productos directamente al mayorista que es quien se los envía al cliente en el nombre de tu tienda por lo que no tendrás que preocuparte de envíos ni del stock. Aquí en definitiva es como si fuera una tienda online donde solo te tienes que ocupar de vender y según el acuerdo que tengas con los proveedores podrás ganar más o menos dinero.
×