Decida como você vai promover os produtos afiliados. Como mencionado, a maneira mais fácil é através de um site ou blog . Outros profissionais de marketing de afiliação bem-sucedidos configuram uma página do Google Squeeze projetada para criar uma lista de e-mails e, em seguida, promovem produtos afiliados aos assinantes. Naturalmente, sua lista deve fornecer outras informações não relacionadas a vendas, pois as pessoas não querem ser vendidas o tempo todo. Alguns afiliados não usam um site, e usam mídias sociais como Facebook, Instagram ou Twitter. Muitos comerciantes da filial usam uma combinação de várias táticas de marketing.
1. Otimizar seu site para os motores de busca. Os sites de maior sucesso na internet são os mais visíveis. Agora, existem várias maneiras de conseguir maior visibilidade na internet, mas o método mais importante é a de search engine optimization. Os detalhes são demasiado técnicos para discutir aqui, mas o propósito de Search Engine Optimization (SEO) é ajudar o seu site alcançar um maior rankings nos motores de busca. Se você já usou um motor de busca, você vai notar que qualquer pesquisa palavra-chave particular retornará milhares, senão milhões de resultados. A maioria das pessoas não vai incomodar a navegar através de todos esses resultados, eles vão preferir olhar para os sites já exibidas. Estatisticamente falando, os sites listados na primeira página de resultados vai reunir a maior quantidade de tráfego, colocando esses sites em melhor posição para ganhar dinheiro.
Após a realização do curso, você efetua um teste e, caso consiga uma pontuação superior a 75%, você recebe o seu certificado totalmente gratuito, sendo válido por até 13 meses. O grande público-alvo deste curso são pessoas que já trabalham no universo do marketing e desejam se aperfeiçoar. É indicado também para quem não trabalha com marketing, porém, deseja aprender os fundamentos do inbound. E ainda para empreendedores que estão iniciando os seus negócios.

Por fim, no fundo do funil, a pessoa está em um estágio de avaliação para tomar uma decisão de compra. É nesse momento que você deve oferecer mais informações para ajudá-la a decidir pelo seu produto e/ou serviço. Cases de clientes e demonstrações do produto são fundamentais nessa fase. Esse é o momento de falar da sua empresa, de mostrar as suas vantagens, de compará-lo com a concorrência e destacar os seus pontos fortes.
Agora que você já entendeu que inbound marketing e marketing de conteúdo caminham juntos, é preciso aprender como fazer, na prática, o marketing de conteúdo.  E a relação cliente versus empresa está completamente diferente de alguns anos atrás. Antigamente, o foco não estava totalmente no digital, fazendo com que empresas e colaboradores estivessem presentes de maneira física. Ou seja, efetuando visitas e telefonemas de maneira mais ativa.
Decirte que ha sido muy interesante tu post. Me gustaría comentarte un poco lo que hago porque me veo un poco identificado con tus comentarios. Tenía ganas de hacer algo por mi cuenta y me lancé en organizar viajes de forma privada a personas que no tienen tiempo para poder organizarse sus vacaciones. Este intento no fue válido…mucho tiempo perdido para poco volumen de negocio..y lo he apartado a un lado para retomarlo más adelante….
Com tamanha abordagem, diversas agências se especializaram nesta vertente. Ao juntar diferentes profissionais, estas alcançam entregas completas e resultados eficazes em múltiplos formatos. Em agências de conteúdo pode-se encontrar fotógrafos, produtores, programadores, jornalistas, redatores e diretores de arte, quem em sua soma constroem pluralidade.[5]

Una pregunta acerca del dropshipping: ¿Se puede vender el artículo más barato que como lo tiene el mayorista en su web? Me explico: Supongamos que mi tienda online vende cámaras de acción deportivas. El mayorista de una conocida marca me las deja, por ejemplo, a 200€ y en su web las vende a 280€. ¿Puedo o me dejaría vender las cámaras a menos de 280€? Me da a mí que no, pero si me lo puedes confirmar te lo agradecería. Entiendo que me dejen venderlo mínimo a su precio y que yo me lleve solo el margen…
Actualmente no estamos ofreciendo servicios de asesoría personalizada pero te comento que, de cara a Sept/Oct, lanzaremos un training gratuito con acceso a un curso premium que podría ser de tu interés. Te recomiendo que te suscribas a nuestra newsletter (si aún no lo has hecho 😉 ) que por ahí informaremos de todo, llegado el momento. Un saludo!!!
Um estudo realizado pela McKinsey&Company apontou que campanhas que utilizam o e-mail marketing conseguem ser 40 vezes mais efetivas do que ações realizadas no Facebook para conquistar novos clientes.  Mesmo parecendo ser uma ferramenta ultrapassada, não existe nenhuma outra que consegue bater de frente com o e-mail marketing, quando se trata se transformar leads em clientes – dentro das estratégias de inbound marketing.
E em todas essas ferramentas, o que realmente importa? O CONTEÚDO! Quanto mais qualificado e aprofundado ele for, melhor. Você precisa, além de cativar o seu cliente ou lead, de fato ajudá-lo no seu dia a dia. Dessa forma, ele irá consumir mais seus materiais, visitar seu blog, participar dos seus webinars, baixar seus e-books, seguir as suas redes sociais... Iniciando assim a sua jornada com a sua marca e empresa, até sentir-se seguro para a compra.

Você pode iniciar com um blog por exemplo. Postando conteúdos de 500 a 1.000 palavras cada, focando em temas de interesse de seu público-alvo. Além disso, vale a pena criar uma fanpage no facebook e uma página da empresa no LinkedIn. Cada texto que você postar no blog, você também pode postar uma chamada nessas redes sociais. Essa chamada costuma ter em média 30 palavras cada, e ela precisa ter um tom de persuasão, fazendo com que o leitor se interesse em acessar o blog para saber mais informações a respeito daquele tema.
Em terceiro lugar, os serviços de email estão ficando mais inteligentes. Há uma boa chance de muitos usuários marcarem sua mensagem como spam e, ao fazerem isso, a reputação da empresa fica prejudicada. Dessa forma, os próximos envios têm grandes chances de cair direto na caixa de spam, e mesmo as pessoas que gostariam de receber algo da sua empresa não verão o seu email.
A partir desse descritivo da sua persona, você consegue decidir o tipo de conteúdo que precisa produzir para atingir seus objetivos, os temas que serão abordados e onde eles devem ser disponibilizados para alcançar o seu público-alvo. Que tal começar agora mesmo a desenhar a sua persona? O conceito de persona vai muito além do Marketing de Conteúdo, ele pode ajudar a sua empresa a entender melhor o seu consumidor e isso contribui para o desenvolvimento de produtos e serviços que realmente impactem positivamente no seu dia a dia.
Caso você não tenha entendido a diferença, atente-se, por exemplo, o meu percurso profissional. Quando comecei meu primeiro blog de conteúdo lá em 2008, eu era tudo menos conhecido nesse mercado. Na realidade, naquela altura ninguém falava sobre marketing de conteúdo ou inbound marketing. Esses termos ainda eram uma miragem naquela altura. No entanto, foi através da produção de conteúdos em texto (artigos e tutoriais) e vídeo (aulas, webinários, palestras, etc.) que eu me posicionei como um especialista em marketing digital, sem que na verdade tenha de alguma forma publicitado essa característica profissional. O próprio mercado, ao longo dos anos e através dos conteúdos que eu produzia, foi determinando que eu era um especialista em Marketing Digital e Marketing de Afiliados, os dois temas que eu mais abordei ao longo dos últimos 10 anos.
Já Kotler, Kartajaya e Setiawan, no livro Marketing 4.0[8], dividem os objetivos do Marketing de Conteúdo em duas grandes categorias: a primeira ligada às vendas: geração de leads, vendas efetivas, cross-selling, up-selling e vendas por indicação de outros clientes”; e a segunda categoria reúne as metas relacionadas à marca: “consciência de marca, associação da marca e fidelidade/defesa da marca”.

Uma profissão que precisa estudar para entender os programas de produção gráfica, meios de comunicação, marketing semiótica, tipografia. Um designer gráfico pode trabalhar em várias áreas montando logotipos, marcas, livros, revistas, folhetos, catálogos, jornais, embalagens, websites, softwares, jogos, eventos, anúncios, enfim, uma boa profissão que vem crescendo a cada dia.
Essas dicas são muito úteis mas não saia despreparado jogando informações na mesa. Personalize seus argumentos e adote a linguagem que o seu líder usa para convencê-lo. Coloque-se no lugar dele ao escolher argumentos que farão sentido. Case os objetivos que a empresa quer atingir com os conteúdos que serão abordados na produção de conteúdo. Mas o que falar? Nos conteúdos da Resultados Digitais sempre ressaltamos para nossos clientes vários pontos importantes, mas o que é mais frequentemente usado é: o Marketing de Conteúdo é um ativo permanente, explique para direção da empresa que quando você produz e publica conteúdo o benefício que ele traz, ou melhor o ROI, é de longa duração.
As redes sociais são o local correto para criar interações com outras pessoas. Ao contrário do mundo real, onde provavelmente você tem vergonha de abordar uma outra pessoa para falar com ela sobre qualquer assunto trivial, nas redes sociais você consegue fazer isso sem ter de passar por essa sensação. E as redes sociais são ótimas para criar interações com outros profissionais, estabelecer ligações, etc. Essas interações geram uma maior confiança em você e no seu trabalho e isso naturalmente gera maior interação e por aí adiante.
Ofrece un servicio de enseñanza virtual. Existen dos posibilidades: una consiste en permitir a los usuarios sugerir y votar para elegir el curso según sus intereses. Cuando haya suficientes solicitudes organiza el curso o taller en línea. La otra es ofrecer la posibilidad de que los usuarios lancen una pregunta que será respondida por un experto o que busquen a alguien que los capacite; en este caso se cobra por intermediación.
De todos los negocios el más interesante, con más ventajas y menos desventajas es el DROPSHIPPING, porque una persona puede vender en todas las categorías sin ser dueño de lo productos,aunque no entiendo mucho de lo que mencionas que si hay problemas «uno mismo debe responder ante el cliente», también me preocupa lo de hacerse visible en internet para poder vender, es decir, me pregunto si para este negocio hay que tener una página web con hosting, y posicionamiento, porque no conozco del tema y a estas alturas en hoy en días hay expertos en esto, pero no puedo contratar a alguien porque no tengo el dinero ahora para ello, por favor qué me aconsejas ? Muchas gracias.
Na próxima etapa, o meio do funil, esse possível cliente já descobriu um problema e está atrás de possíveis soluções, ou seja, um passo a mais no processo de decisão de compra. Nesse momento, o conteúdo deve se manter informativo, mas trazendo soluções sem falar demais da sua empresa. Uma boa alternativa é capturar os dados dessa pessoa, como por meio de um formulário, oferecendo algo em troca, como um e-book ou um webinar. Ao levantar esses dados, você pode iniciar um trabalho de qualificação dessa pessoa e estreitar o relacionamento.
A forma como os seus potenciais clientes interagem com os seus conteúdos, determina parte do valor da sua marca. Conteúdos altamente relevantes geram maior interação, enquanto que conteúdos menos interessantes geram menor interação e naturalmente menos compartilhamentos nas redes sociais. A criação dessa interação com os seus leitores é fundamental por várias razões:
Você pode iniciar com um blog por exemplo. Postando conteúdos de 500 a 1.000 palavras cada, focando em temas de interesse de seu público-alvo. Além disso, vale a pena criar uma fanpage no facebook e uma página da empresa no LinkedIn. Cada texto que você postar no blog, você também pode postar uma chamada nessas redes sociais. Essa chamada costuma ter em média 30 palavras cada, e ela precisa ter um tom de persuasão, fazendo com que o leitor se interesse em acessar o blog para saber mais informações a respeito daquele tema.
Negocios Online, a Web Site produced by Negocios, a press organization, is part of the Library of Congress September 11 Web Archive and preserves the web expressions of individuals, groups, the press and institutions in the United States and from around the world in the aftermath of the attacks in the United States on September 11, 2001. Web Site. electronic | Electronic (Form).
Quer você esteja a utilizar o marketing de conteúdo como uma estratégia de branding pessoal ou empresarial, através da geração de conteúdos relevantes, você aumentará exponencialmente a notoriedade da sua marca, seja ela uma marca pessoal ou empresarial. A geração de conteúdos relevantes, além de gerar comentários e interesse junto do seu público-alvo, faz com que você crie um maior nível de interação com seus seguidores. Isso fará com que a sua notoriedade nesse mercado aumente progressivamente, gerando um maior interesse pelo seu trabalho ou pela sua empresa.
Um blog bem estruturado, com um bom SEO e um conteúdo realmente relevante pode gerar um tráfego incrível a longo prazo e dessa forma atrair potenciais novos clientes para o seu negócio, seja ele qual for. Se você está vendendo cursos online, tem uma empresa de marketing digital ou simplesmente trabalha com consultoria empresarial, um blog é uma ferramenta incrível para encontrar novos clientes, conforme falei anteriormente.
Segmentação é o segredo – Sem uma boa segmentação da sua base de dados, principalmente por interesses, você estará basicamente a fazer como as empresas que anunciam na televisão para qualquer público. Seria o mesmo que enviar uma mensagem para qualquer pessoa, sem entender se essa pessoa está realmente interessada no assunto ou não. Sendo assim, a taxa de conversão será miserável.
En cuanto al dropshipping, necesitas una tienda online donde directamente los clientes te compran a ti (con la logística que eso conlleva) y tú comprarás los productos directamente al mayorista que es quien se los envía al cliente en el nombre de tu tienda por lo que no tendrás que preocuparte de envíos ni del stock. Aquí en definitiva es como si fuera una tienda online donde solo te tienes que ocupar de vender y según el acuerdo que tengas con los proveedores podrás ganar más o menos dinero.
×