Mas o que seria isso? Persona é uma representação fictícia daquele que seria o cliente perfeito. Ela é desenhada partindo de dados reais que envolvem características demográficas e pessoais do seu cliente, como seu comportamento, seus desafios, preocupações, objetivos e desejos, onde ele vive, que idade tem, como é a sua rotina, a sua família, o seu emprego, seus gostos, hábitos de lazer, etc. Tudo vai depender do tipo de produto e/ou serviço que a sua empresa oferece e em que momento ele é relevante para essas pessoas.
Nesse pdf, você confere 100 exemplos de estratégias de marketing de conteúdo que deram certo e foram um grande sucesso. Grandes cases que ficaram famosos no mundo todo estão descritos e comentados. Você pode até se inspirar nas histórias de marcas como: IBM, Nike, Lego, BMW, Ford, Cisco e dezenas de outras grandes empresas que fizeram campanhas incríveis. Vale a pena conferir.
Por fim, você também tem a capacidade de criar sua própria linha de cosméticos. Tenha em mente, no entanto, que criar sua própria linha de cosméticos é o mais difícil de entrar no negócio de cosméticos, e isso significa que você precisa para enfrentar cabeça sobre os outros concorrentes que vendem maquiagem. Mas se acontecer de você ser bem sucedido, para alcançar maiores retornos também. Para iniciar uma linha de cosméticos, é necessário fazer uma empresa, obter todas as licenças de funcionamento necessárias, e depois comprar o equipamento. Você também vai precisar de contratar especialistas que realmente fazem cosméticos de você - desde que você não pode esperar para apenas começar a misturar os pós juntos para fazer cosméticos. Você também vai precisar para criar um departamento que se concentra exclusivamente em publicidade e marketing.
O conceito se baseia em gerar fidelização dos clientes e entregar informações valiosas de maneira consistente. O conteúdo é produzido pelas marcas visando aproximar-se do cliente e sanar as dúvidas/objeções e dicas ao longo do funil de vendas, mas sem intenção comercial direta, e sim educacional.[4] Pode ser publicado em diferentes formatos tanto off-line (revistas impressas, eventos presenciais etc.) como on-line (vídeos, white papers, ebooks, posts, guias, artigos, webinars etc.). Não é focado exclusivamente em vendas, em compartilhamento de conteúdo relevante e útil.

A diferença está no fato de que marketing de conteúdo tem o objetivo de oferecer um conteúdo relevante ao leitor, podendo gerar resultados financeiros ou não. O inbound marketing, por sua vez, não foca exclusivamente no conteúdo, mas em outros pontos como: geração de leads comerciais, e nutrição deles para no futuro, fechar uma venda. Portanto, o inbound marketing é a cabeça e o marketing de conteúdo é um de seus braços. O inbound também inclui em suas táticas elementos de SEO, mídias sociais, marketing de influência e outras formas de comunicação de marca.


E em todas essas ferramentas, o que realmente importa? O CONTEÚDO! Quanto mais qualificado e aprofundado ele for, melhor. Você precisa, além de cativar o seu cliente ou lead, de fato ajudá-lo no seu dia a dia. Dessa forma, ele irá consumir mais seus materiais, visitar seu blog, participar dos seus webinars, baixar seus e-books, seguir as suas redes sociais... Iniciando assim a sua jornada com a sua marca e empresa, até sentir-se seguro para a compra.

Recentemente, tive a oportunidade de ler um relatório excelente e maravilhosa sobre como milionário Mark Ling constrói o seu negócio da filial. O relatório livre fornece-nos os bastidores visão de como tudo é colocar-se. É o 5 Fórmula passo para fazer 10k por mês Online. Contudo, o relatório está disponível apenas por um tempo limitado! Baixá-lo enquanto você ainda pode:
Para muitos, conseguir medir o sucesso comercial do Marketing de Conteúdo ainda é muito difícil, o que faz com que muitos profissionais de marketing se baseiem em resultados que às vezes são mais fáceis de justificar, como por exemplo, o engajamento (curtidas, compartilhamentos, retweets). Porém, empresas são negócios, e negócios precisam ter lucro, falar apenas em engajamento não vai garantir que o gestor acredite na proposta.
Lembre-se de ser educado. Tenha em mente que a equipe de apoio é composto por seres humanos - eles certamente não irão apreciar se você maltratar eles. Nunca insultá-los, nunca use palavrões. Se você quiser que o seu problema a ser resolvido, é melhor para manter a sua paz e agir civilizadamente. Apesar do que você pode pensar, você é apenas um de seus clientes - se reservam o direito de suspender seus serviços a você sempre que quiserem.
Mark é uma pessoa de confiança no negócio de marketing on-line. A razão que eu levei um tempo para baixar o seu livro é que eu sei que ele é um dos caras bons em volta. Ele lutou um trabalho muito em um salário baixo, antes que ele construiu seu primeiro website na década de 1990. Quando ele recebeu sua primeira filial salário de renda, ele sabia que era isso. Ele continuou a construir mais e mais sites, e começou a ganhar muito. Sua renda em linha alcançou seis números.

Um gerente de mídia social irá desenvolver os seguidores, envolvê-los e mantê-los atualizados, e ajudá-los a convertê-los em clientes potenciais, fãs ativos e promotores da empresa. Deve ter conhecimento das melhores práticas e tendências no marketing de redes sociais, desfrutar de ser criativo e entender como construir e converter um público digital.
8. Trabalhar com seus clientes no pós-venda. Você acha que o relacionamento com o seu cliente acaba com o fechamento da venda? Aí que você se engana. A fidelização de um cliente e a sua recorrência são fundamentais para o faturamento da empresa e impactam muito nos seus resultados. Um cliente satisfeito e feliz tem mais chances de retornar, além de recomendar a sua marca para outras pessoas.

Essa é uma métrica muito importante para medir o desempenho das suas postagens, afinal, o objetivo que compete somente à gestão de mídias sociais de uma empresa é gerar tráfego para outros canais específicos de geração de oportunidades de negócio. Você deve otimizar ao máximo suas postagens para que sua audiência clique cada vez mais nelas e, posteriormente, seja convertida em Leads;


Empreendedores que optaram por em ter um blog como um de seus negócios online e que obtiveram sucesso acabam precisando focar seu tempo em outras atividades. Como administrar seus infoprodutos (falaremos sobre eles nesse artigo), preparar e apresentar palestras, dar aulas etc. Com isso precisam de alguém para monitorar e manter seus sites em pleno funcionamento.
Considere prêmios semanais ou mensais. Os visitantes continuarão de volta ao teu blog para ver de perto qual é o prêmio. Não esqueça de conservar o interesse deles, fornecendo informações importantes a respeito as quais eles querem assimilar. Esta é bem como uma legal forma de obter inscrições pro teu boletim informativo; responda-lhes que você vai notificá-los a respeito do prêmio por e-mail.
Ou seja, o Marketing de Conteúdo não é mais uma tendência, mas sim uma necessidade para empresas de todos os portes que desejam se estabelecer no mercado, vencer seus concorrentes, construir uma marca sólida e manter uma relação de confiança com seus clientes. Temos certeza que é isso que você deseja para a sua marca, é isso que a sua empresa precisa para ir mais longe.

1. Autoridade e visibilidade: Todo mundo quer ser encontrado por seus clientes na internet, não é mesmo? Hoje, a web é a principal fonte de informação para muitas pessoas. Ao produzir conteúdos relevantes e que vêm ao encontro das necessidades e objetivos da sua audiência, você facilita esse processo, conquista autoridade naquele assunto, tornando-se uma importante fonte de referência, e ganha visibilidade no mercado. Tudo o que a sua empresa deseja e precisa, correto?
8. Trabalhar com seus clientes no pós-venda. Você acha que o relacionamento com o seu cliente acaba com o fechamento da venda? Aí que você se engana. A fidelização de um cliente e a sua recorrência são fundamentais para o faturamento da empresa e impactam muito nos seus resultados. Um cliente satisfeito e feliz tem mais chances de retornar, além de recomendar a sua marca para outras pessoas.
Com tamanha abordagem, diversas agências se especializaram nesta vertente. Ao juntar diferentes profissionais, estas alcançam entregas completas e resultados eficazes em múltiplos formatos. Em agências de conteúdo pode-se encontrar fotógrafos, produtores, programadores, jornalistas, redatores e diretores de arte, quem em sua soma constroem pluralidade.[5]
2. Relacionamento: Através do Marketing de Conteúdo, você se aproxima dos seus clientes e potenciais clientes, permitindo a construção de uma relação pautada na confiança e na interação. Ao oferecer conteúdos relevantes e realmente úteis, você permite que eles tomem decisões mais assertivas, além de mostrar-se sempre ali à disposição para o que eles precisarem ao longo da jornada. Esse é um dos segredos das empresas de sucesso nos dias de hoje, pense nisso!
Tenho a intenção em abrir um e-commerce, mas nem sei por onde começar. Você poderia me dar uma orientação quanto a isso? Eu sou designer de moda, e no caso, abriria uma loja virtual para vender roupas. Lá em cima você mencionou os tópicos abaixo, que seriam o passo-a-passo para poder empreender desta forma, mas não sei a quem abordar/contratar! Como faço, por favor? Obrigada desde ja 🙂
1. Blogs – Uma excelente forma de trazer conteúdos relevantes para a sua persona sobre os mais diferentes assuntos. O ponto forte do blog é que todos os materiais ali veiculados podem ser replicados em outros locais, como nas redes sociais, o que facilita o seu poder de penetração. (E claro que você pode contar com a RedaWeb, que é especialista na produção de conteúdo para blogs)
This website uses cookies to improve your experience while you navigate through the website. Out of these cookies, the cookies that are categorized as necessary are stored on your browser as they are essential for the working of basic functionalities of the website. We also use third-party cookies that help us analyze and understand how you use this website. These cookies will be stored in your browser only with your consent. You also have the option to opt-out of these cookies. But opting out of some of these cookies may have an effect on your browsing experience.
O marketing da filial é essencialmente marketing de referência com uma comissão. Quando você encaminha um novo cliente para uma empresa que possui um programa de afiliados , você é pago. Por exemplo, se você é um afiliado da Amazon e recomenda um livro, e as pessoas compram esse livro por meio de seu link de afiliado, a Amazon pagará a você uma porcentagem da venda. 
×