Olá, quero me tornar um afiliado, aí da não tenho nem conta em nenhuma plataforma de afiliados, porém estou estudando tudo antes de começar. Porem não gosto de aparecer, estou falando sobre o YouTube, gravar vídeos não é comigo. Ainda bem que aqui tem outras formas que descobri para divulgação. Continuarei estudando o conteúdo gratuito e colocar acara a tapa para ver o que acontece. Assim se ganhar alguma coisa com a afiliação, tomara que sim, vou ter algum dinheiro para investir no seu curso que estou muito interessada. Obrigada por compartilhar seus conhecimentos.
Decida como você vai promover os produtos afiliados. Como mencionado, a maneira mais fácil é através de um site ou blog . Outros profissionais de marketing de afiliação bem-sucedidos configuram uma página do Google Squeeze projetada para criar uma lista de e-mails e, em seguida, promovem produtos afiliados aos assinantes. Naturalmente, sua lista deve fornecer outras informações não relacionadas a vendas, pois as pessoas não querem ser vendidas o tempo todo. Alguns afiliados não usam um site, e usam mídias sociais como Facebook, Instagram ou Twitter. Muitos comerciantes da filial usam uma combinação de várias táticas de marketing.

Certifique-se de digitar tema de propriedade e, logo depois, melhorá-lo com links afiliados. Considere tuas ligações da filial como recursos para seus freguêses que tornarão menos difícil para eles adquirir o produto ou serviço que você francamente orientar. Se a sua avaliação do artefato for raso e deixar claro que você não tem realmente experiência pessoal com o item, ninguém vai clicar em seus hiperlinks – não importa quantos você postar!
A identidade visual da empresa. Caso já exista, por exemplo, fontes padrões, padrão de cores, manual da marca e características que estejam relacionadas à aparência da mesma. Serão essas informações que servirão como ponto inicial, para efetuar um bom planejamento de marketing de conteúdo com relação aos materiais ricos (E-books, infográficos, etc).
Marketing da filial é nada mais do que uma rede site. Vamos dizer que você possui um negócio de decoração de interiores. Seu site é dedicada a promover a sua empresa e chegar aos potenciais clientes. Enquanto o serviço é basicamente viajar para locais e realizando consultas para redecorar quartos e empresas, você sabe que aqueles que estão interessados ​​em redecorar suas casas também estão em acessórios domésticos, tais como velas, cortinas, móveis antigos, etc Neste caso, o marketing da filial, para casa Internet negócio envolveria entrar em contato com empresas que vendem esses itens, pedir sua permissão para postar links para seus sites em seu Web site, e recolher um percentual do lucro para cada compra que a empresa recebe porque alguém clicou no link do seu site para os seus e comprou um item.

A grande vantagem do marketing de conteúdo é que, dependendo do tipo de conteúdo que você escreve, ele pode gerar um tráfego orgânico perpétuo ao longo do tempo, o que significa atrair potenciais clientes para o seu negócio ao longo de vários meses ou anos. Imagine publicar 30 artigos no site da sua empresa ou no seu blog pessoal, que possam atrair mensalmente 5 a 10 novos clientes todos os meses. O custo de aquisição de cada um desses clientes, ao longo do tempo, irá reduzir drasticamente, porque o seu investimento já foi realizado lá no início quando você produziu a peça de conteúdo, entendeu?
Muitas empresas criam ferramentas simples para auxiliar os seus potenciais clientes. Isso é uma estratégia fantástica de marketing de conteúdo, porque além de servir como forma de gerar leads, essa ferramenta resolve um problema ao utilizador. Um dos melhores exemplos é a ferramenta Make My Persona, criada pelo HubSpot, por exemplo. É uma ferramenta extremamente simples, mas que auxilia qualquer profissional na criação de uma persona.
E em todas essas ferramentas, o que realmente importa? O CONTEÚDO! Quanto mais qualificado e aprofundado ele for, melhor. Você precisa, além de cativar o seu cliente ou lead, de fato ajudá-lo no seu dia a dia. Dessa forma, ele irá consumir mais seus materiais, visitar seu blog, participar dos seus webinars, baixar seus e-books, seguir as suas redes sociais... Iniciando assim a sua jornada com a sua marca e empresa, até sentir-se seguro para a compra.
Ao longo dos últimos 10 anos, já escrevi mais de 5.000 artigos em sites e blogs. Uma das coisas que aprendi com esta experiência é que a consistência é fundamental para atingir bons resultados no médio/longo prazo. Isso significa publicar novos conteúdos em seu blog com alguma frequência. Naturalmente, não existe uma regra definida para isso, então você poderá escrever um post por semana, dois posts por semana ou um post por dia. Você decide como prefere fazer, tendo em consideração que você precisa conseguir realizar esse trabalho sem complicar sua agenda.

Se você faz artesanato, cria algo a partir de algum material, representa ou revende produtos, você pode criar um site ou blog para revender, além de oferecer aos parentes e conhecidos. Algumas ideias são bijouterias, roupas e peças de tricô, crochê, bordados, costura e consertos, roupas importadas, chinelos decorados, bolos, doces, cestas de café da manhã, etc.
Essas dicas são muito úteis mas não saia despreparado jogando informações na mesa. Personalize seus argumentos e adote a linguagem que o seu líder usa para convencê-lo. Coloque-se no lugar dele ao escolher argumentos que farão sentido. Case os objetivos que a empresa quer atingir com os conteúdos que serão abordados na produção de conteúdo. Mas o que falar? Nos conteúdos da Resultados Digitais sempre ressaltamos para nossos clientes vários pontos importantes, mas o que é mais frequentemente usado é: o Marketing de Conteúdo é um ativo permanente, explique para direção da empresa que quando você produz e publica conteúdo o benefício que ele traz, ou melhor o ROI, é de longa duração.
×