A identidade visual da empresa. Caso já exista, por exemplo, fontes padrões, padrão de cores, manual da marca e características que estejam relacionadas à aparência da mesma. Serão essas informações que servirão como ponto inicial, para efetuar um bom planejamento de marketing de conteúdo com relação aos materiais ricos (E-books, infográficos, etc).
Mi segunda inquietud es si por ejemplo en mi país que es Colombia, no hay plataforma de amazon, entonces puedo afiliarme a la página principal que es amazon.com en su país de orígen e igual me pagarán por la venta de los productos que yo publique o necesariamente debe ser alguna plataforma existente en mi país o como funcionaría en ese caso. De ante mano gracias.
Já Kotler, Kartajaya e Setiawan, no livro Marketing 4.0[8], dividem os objetivos do Marketing de Conteúdo em duas grandes categorias: a primeira ligada às vendas: geração de leads, vendas efetivas, cross-selling, up-selling e vendas por indicação de outros clientes”; e a segunda categoria reúne as metas relacionadas à marca: “consciência de marca, associação da marca e fidelidade/defesa da marca”.
Quando pensamos em fazer um canal de vídeos como estratégia de Marketing de Conteúdo, é bem comum já vir à nossa cabeça um canal em plataformas gratuitas de massa, como Youtube, Vimeo e Daily Motion. E aproveitar a audiência que esses canais possuem de fato é algo atrativo, principalmente quando estamos com o objetivo de atrair visitantes para o site.
Una pregunta acerca del dropshipping: ¿Se puede vender el artículo más barato que como lo tiene el mayorista en su web? Me explico: Supongamos que mi tienda online vende cámaras de acción deportivas. El mayorista de una conocida marca me las deja, por ejemplo, a 200€ y en su web las vende a 280€. ¿Puedo o me dejaría vender las cámaras a menos de 280€? Me da a mí que no, pero si me lo puedes confirmar te lo agradecería. Entiendo que me dejen venderlo mínimo a su precio y que yo me lleve solo el margen…

Decirte que ha sido muy interesante tu post. Me gustaría comentarte un poco lo que hago porque me veo un poco identificado con tus comentarios. Tenía ganas de hacer algo por mi cuenta y me lancé en organizar viajes de forma privada a personas que no tienen tiempo para poder organizarse sus vacaciones. Este intento no fue válido…mucho tiempo perdido para poco volumen de negocio..y lo he apartado a un lado para retomarlo más adelante….

Entender o funil de vendas é muito importante para ser mais assertivo na hora de desenhar as suas estratégias de marketing de conteúdo e colocá-las em prática. É fundamental compreender em qual etapa do funil cada pessoa se encontra. Só assim a sua empresa alcançará os melhores resultados, pensando no material ideal para cada momento da jornada de compra. Afinal, acima de tudo, o seu conteúdo precisa ser eficiente, não é mesmo?
3. Fornecer o índice fresco. Seu site deve ser continuamente atualizado se você espera que seus visitantes para manter a voltar. Seu site deve ter conteúdo útil, bem como ferramentas que vão ajudar o seu público-alvo. Faça seu site como fácil de navegar quanto possível, e ter certeza de que suas ligações trabalhar da forma que deveriam. Não há nada que frustra as pessoas mais do que um website "quebrado", e uma vez que seu site tem sido rotulado como tal, as chances são pequenas que muitas pessoas vão querer voltar.

Um bom design vende mais – A grande maioria dos profissionais e empresas tendem a descurar imenso a imagem. Seja através da comunicação por newsletters ou nos seus posts do Facebook. A sua imagem dita não só a qualidade do seu trabalho, como também ajuda a vender mais ou menos. É o mesmo que você imaginar uma empresa de limpezas, onde você chega e o escritório está completamente desarrumado e sujo. Não faz sentido, certo? Preocupar-se com o design das suas newsletters é fundamental para atingir bons resultados.


O marketing de conteúdo é fundamental não só pelo tráfego orgânico que ela gera, mas principalmente pela percepção que ele cria junto do seu público. Se você analisar alguns dos exemplos que falei anteriormente, você vai entender que esses profissionais que são considerados especialistas em suas áreas de atuação, eles vivem acima de tudo do conteúdo. Essa percepção de que eles são especialistas vem, precisamente, do conteúdo gerado e compartilhado. Logicamente, o mesmo aplica-se a empresas. Empresas que geram conteúdos relevantes, acabam gerando uma percepção muito positiva sobre as marcas.
Como pode ver pela lista, há muito o que fazer quando o tema é marketing de conteúdo. Mas você precisará definir uma estratégia para cada um desses conteúdos, uma vez que não bastará produzir um texto para o seu blog, publicar um vídeo no Youtube ou fazer um post no Facebook. É preciso você entender como cada um desses formatos de conteúdo funciona, onde divulgar, como divulgar e, acima de tudo, como amplificar a sua mensagem para ela chegue ao maior número de pessoas possível.
Ao longo dos últimos 10 anos, já escrevi mais de 5.000 artigos em sites e blogs. Uma das coisas que aprendi com esta experiência é que a consistência é fundamental para atingir bons resultados no médio/longo prazo. Isso significa publicar novos conteúdos em seu blog com alguma frequência. Naturalmente, não existe uma regra definida para isso, então você poderá escrever um post por semana, dois posts por semana ou um post por dia. Você decide como prefere fazer, tendo em consideração que você precisa conseguir realizar esse trabalho sem complicar sua agenda.
É possível que, assim como em outros lugares do mundo, o marketing de conteúdo tenha começado de forma empírica no Brasil há muitas décadas. No entanto, o registro mais antigo dessa atividade é datado de 1954, quando a farmacêutica Tortuga, hoje pertencente à DSM, lançou o Noticiário Tortuga.[15] Em 2015, a agência brasileira New Content, que publica revistas customizadas para marcas como TAM e O Boticário, foi eleita a melhor agência de content marketing do mundo no Content Marketing Awards.[23]
Para os especialistas do marketing, o Marketing de Conteúdo "é o novo SEO e o coração do sucesso on-line". Ao produzir conteúdo, a empresa permite que as pessoas leiam ou assistam, compartilhem, tirem dúvidas e aprendam. Uma estratégia de conteúdo que gera resultados demanda uma série de fatores, como: conhecimento profundo das características, perfis, gostos e preferências do público-alvo; alinhamento com os objetivos de negócio; métricas bem definidas; diversidade de produtos, para contemplar mais possibilidades de aprendizado, via texto, imagem e som.
Por fim, no fundo do funil, a pessoa está em um estágio de avaliação para tomar uma decisão de compra. É nesse momento que você deve oferecer mais informações para ajudá-la a decidir pelo seu produto e/ou serviço. Cases de clientes e demonstrações do produto são fundamentais nessa fase. Esse é o momento de falar da sua empresa, de mostrar as suas vantagens, de compará-lo com a concorrência e destacar os seus pontos fortes.
1. Blogs – Uma excelente forma de trazer conteúdos relevantes para a sua persona sobre os mais diferentes assuntos. O ponto forte do blog é que todos os materiais ali veiculados podem ser replicados em outros locais, como nas redes sociais, o que facilita o seu poder de penetração. (E claro que você pode contar com a RedaWeb, que é especialista na produção de conteúdo para blogs)
Eu estou estudando e aprendendo todos os dias como trabalhar em casa, sabemos que existe duas maneiras você empreender, e a outra trabalhar para uma empresa em clt, por este motivo como já trabalhei em uma empresa em casa, e também free lance foram experiências muito importantes agora estou procurando montar o meu negócio digital em casa como já tenho meu blog há algum tempo amelhormaneiradetrabalhar agora resolvi aprender a transformar ele em negócio e as dicas que aprendendo aqui tem me ajudado muito.
Maria tem 30 anos e acabou de abrir a sua primeira empresa: um salão de beleza. Ela precisa controlar o fluxo de caixa com segurança para evitar problemas no faturamento, lidar com o estoque para evitar excesso e falta de produtos, além de gerenciar a sua equipe de trabalho, contando sempre com pessoas motivadas e dispostas a atender o cliente da melhor forma possível. Maria é casada, tem dois filhos pequenos, costuma consumir informação na internet de forma rápida e dinâmica, pois não sobra muito tempo na sua rotina para isso. Gosta muito de acessar as redes sociais. Ela está em busca de uma solução que ajude a controlar a parte operacional e financeira da sua empresa, sobrando tempo para outras atividades.
×